Frankencamera, a câmera open-source.

Programas open source já são conhecido de grande parte das pessoas mais ‘abertas’. Todos usufruem, de uma forma ou de outra, do software livre (open source). São diversos programas utilizados diretamente como Firefox, GIMP, etc, etc. Se você se gaba por não utilizar nenhum programa, saiba que ao acessar alguma página na internet, ela pode ser servida por software livre (Linux, Apache, etc).

Mas o que era visto mais como um movimente relativo ao software (programas) está se extendendo ao hardware (equipamento). Há algum tempo saiu a notícia do robô.

Agora temos a câmera livre. A notícia não é tão nova assim, mas vi ela se espalhar hoje no Meet the GIMP e no blog do Miguel Alho.

A parte mecânica pode ser complicado, mas a parte do software estará acessível a qualquer um (que entenda do assunto, é claro). A idéia de realmente poder configurar uma câmera para as suas necessidades ou não depender de um novo lançamento do fabricante a preços salgados apenas para ter alguma característica a mais que poderia ser obtida por uma atualização do firmware é bem legal.

Agora é esperar para ver no que vai dar.

Anúncios

Uma opinião sobre “Frankencamera, a câmera open-source.

  1. Pois é, caro colega. Não recordo se a K10D tem firmware alternativo, mas a S3IS que eu tenho possui o CHDK. Nunca me animei a escrever algo sobre ele no meu blog, pois os fóruns de fotografia já estão recheados de informações sobre (além de eu ser um fraco entusiasta e andar fotografando pouquíssimas vezes).

    De qualquer forma, apesar de ainda experimental, esta câmera irá provavelmente mudar os conceitos dos fabricantes, e quem sabe no futuro a obsolência programada será apenas uma sombra do passado.

Os comentários estão desativados.