Troquei o Emacs pelo Visual Studio no Linux

Ok, é temporário e é apenas para Red. Mas a história é a seguinte:

Atualmente existe a possibilidade de salientar a sintaxe e mais algumas coisinhas utilizando Red + Emacs. Porém, ainda existe uma certa dificuldade na integração entre os dois o que faz com que o emacs vire um simples (e bem simples) editor de textos como qualquer outro. Opções simples como enviar um bloco ou até mesmo todo o programa para ser interpretado não estão disponíveis.

A plataforma primária dos desenvolvedores de Red é o Windows e eles já fizeram um bom trabalho integrando Red com o Visual Studio, pensei que poderia usar em vez de perder tempo com editores que não uso. Seria possível ajustar o Kate ou algum editor que use o gtksourceview (não gosto do scintilla). Como resolvi testar o Manjaro Budgie para mudar um pouco o visual de tempos usando o KDE (posso dizer que estou gostando), resolvi instalar o Visual Studio.

Apesar de não estar bem familiarizado, é um editor bom, relativamente simples e possui uma boa integração com Red.

captura-de-tela-de-2017-01-18-23-54-29

Anúncios