emacs 24

O emacs é um programa que vem sendo constantemente atualizada, desde “muito antigamente”. Mas resolvi escrever algo sobre a versão 24 (lançado em junho de 2012). Duas características que vêm de fábrica e acho interessantes. Uma delas é um repositório de pacotes que facilita bastante a instalação de novas funcionalidades ao programa. Basta M-x list-packages para ter uma relação dos pacotes disponíveis. A instalação exige apenas dois cliques (se você usar o mouse). Como os pacotes ficam concentrados em um local (por exemplo MELPA  que possui 461 pacotes no momento) é mais fácil achar o que se precisa. O segundo é a facilidade para a escolha de alguns temas para mudar a aparência do programa. Fiz um videozinho para mostrar algumas funcionalidades. Primeiro utilizei M-x package-list-packages para listar os pacotes disponíveis (lembrando que M-x é o mesmo que Alt-x no seu teclado). Depois um M-x linum-mode que coloca a numeração das linhas do arquivo na esquerda). M-x highline-mode para realçar a linha onde encontra-se o cursor. M-x minimap-create que ira criar uma janela com uma miniatura do texto na esquerda (pode ser interessante em diversos casos). M-x minimap-kill irá fechar a janela com a miniatura do texto. Depois abri alguns arquivos com C-x C-f (Ctrl-x Ctrl-f). Primeiro uma imagem no formato .jpg, depois um documento no formato .pdf. Como o emacs não é apenas um editor, alguns podem maximizar a janela e passar o dia inteiro utilizando só o ambiente para a edição de textos, programas, ver imagens, documentos, etc., etc., etc.. Finalmente abri um texto e o comando M-x ideti-mode que permite selecionar todas as palavras (ou nem todas) iguais pressionando-se C-; e a edição da palavra ocorrerá simultaneamente em todas as selecionadas.

Melhor ver o vídeo em tela cheia ou maior no youtube.

“Emacs is not an editor. Emacs is a way of thinking about the world,
and as such is a way of thinking about editors. The process of editing
is Emacs, but Emacs is more than the process of Editing. When you ask
what Emacs does, you are asking a question with no answer, because
Emacs doesn’t do, it is done to. Emacs just is. … I hope this makes
things clearer.” – Scott Dorsey

Anúncios

PBase Magazine

Após dois anos e meio sem uma nova edição, a PBase Magazine lançou a número 13. Você pode baixar a revista no formato pdf e ler gratuitamente. Caso ainda não conheça, na mesma página é possível baixar as edições anteriores. Diversos artigos com entrevista, dicas, etc compõem a revista. Com muitas imagens é claro.

Leitura na rede

Hoje fiquei sabendo que o Grupo Câmara Obscura está preparando um livro de ensaios que deverá ser lançadp no início de agôsto.

Infelizmente, pelo menos para mim, a idéia é de um lançamento único. Pessoalmente eu gostaria que fosse algo semanal. Tá, concordo que seria muito trabalho. Então algo mensal. Não? Bi? Trimestral? O melhor é aguardar agôsto e ver o que o Rodrigo e os envolvidos decidem. Realmente é algo que exige um bom tempo dos envolvidos. Quando a gente vê a coisa pronta, nem se da conta do trabalho que dá. É possível ver pelo número de revistas online que iniciaram e encerraram as atividades após alguns exemplares.

Como eu acho interessante o assunto, isto é, revistas e livros no formato pdf, vou me alongar um pouco sobre o assunto. Já faz algum tempo que utilizo tal tipo de ferramenta. Inicialmente foi na área de linguagens de programação (Lisp e Smalltalk possuem diversos livros no formato pdf para baixar gratuitamente) e, depois, com o Dave Thomas que começou com a venda de livros no formato pdf (inicialmente algo sobre Ruby e extendeu-se para diversas outras linguagens).

Na área da fotografia, tem a PBase Magazine que é trimestral (mas o pessoal resolveu tirar umas férias depois da edição de janeiro/2008). Possui entrevistas, artigos, dicas, etc. Vale a pena conferir o trabalho do pessoal.

Outro local muito bacana para conseguir literatura em pdf-mags.com. Não é específico sobre fotografia mas possui bastante livros sobre o assunto, geralmente acompanhados de ensaios, ilustrações, crônicas, entrevistas, etc. Basta acessar o site e selecionar a categoria desejada. Música, fotografia, moda, artes, vídeo, computação, etc. Ideal para quem gosta.

Como usuário do software livre, não posso deixar de citar a GIMPZine que é uma publicação trimestral com dicas e trabalhos feitos no GIMP. Uma excelente trabalho do Anderson, Guilherme e Mozart. Só para salientar, o Mozart Couto é ilustrador e autor (desenhista e argumentista/roteirista) de histórias em quadrinhos, tendo trabalhos e premiações no Brasil e exterior e, sempre que possível, utiliza o GIMP para suas tarefas. É mais ou menos como fotografia. Quem sabe faz, quem não sabe sai sempre em busca de melhor equipamento (talvez colocando na assinatura as fotos fiquem mais bonitas 🙂 )

Mas não vou fazer uma salada. Outra hora eu falo sobre as alternativas em software livre para deixar o trabalho de alguns legal (não no sentido de bonito, mas todos sabem que pirataria é crime 😉 ).